As águas do litoral gaúcho e catarinense

Itajaí, SC, 2013.
Em algumas oportunidades que tive, fui visitar meu amigo de infância e a esposa no litoral norte de Santa Catarina. Eles, por opção, mudaram-se para este lugar que é realmente belo e almejado por muitas pessoas, me incluindo neste coletivo. No Estado de Santa Catarina é habitual e cultural consumir peixe e outros frutos do mar nas refeições. Há peixe de todo tipo, siri, camarão, lula, mariscos e ostras... uma infinidade de opções para todos os bolsos. De nobres a modestos consumidores... Muitos dos peixes, embora nada nobres, são extremamente saudáveis e saborosos, cada qual em sua forma de preparo! É um privilégio do degustador quando possui um bom cozinheiro a sua volta, pois o resultado sempre é muito melhorado. O preparo é tudo... e muitas vezes um talento, como se mostrou meu amigo em questão, Rodrigo. 
Quando eu era criança e até mesmo adolescente, passava as férias na praia do Pinhal e me perguntava pq não tínhamos um mar tão verdinho e cristalino como este da foto. No Rio Grande do Sul o mar é quase todo igual... as pessoas acham, em sua maioria, que o único mar diferente é o mar de Torres, que faz divisa com SC. A verdade é que nossas praias são muito diferentes... temos mar diferentes de acordo com a região, mas a cor da água é quase sempre de cor marrom ou cinza, adicionado a turbidez, que predispõe o entendimento do banhista de que o mar é poluído, pobre, ou outro adjetivo diminutivo da grandeza litorânea. Não temos tantos morros que adentram aos mares e que formam belas paisagens, nós não temos este perfil de mar em nossa costa. E não é demérito, pois se quisermos, visitamos nossos irmãos de SC que estão sempre nos aguardando para o necessário turismo. Outro dia, quando estivemos lá, almoçamos um peixe maravilhoso, preparado em um restaurante a beira mar. Foi mais barato do que costumamos gastar aqui para jantar de um casal. Fomos bem atendidos por um gaúcho que lá trabalhava. Bem atendidos, satisfeitos, e sem gastar os tubos! Se você for almoçar o mesmo peixe em Porto Alegre ou no Rio de Janeiro, certamente não pagará o mesmo valor e menos ainda ficará tão satisfeito como em alguns restaurantes que conheci em Santa Catarina. Não falo da ilha de Florianópolis, onde o turismo foi controlado por gananciosos. Falo de restaurantes de praias menores, menos badaladas, ainda sim muitos chiques e sofisticados, como nos arredores de Balneário Camboriú. Vale a pena passar uns dias nas terras vizinhas e desfrutar destes cenários e da culinária. Isto é algo inegável, mas o que me deixa triste é ver amigos e conhecidos desejando que o mar gaúcho seja igual ao catarina. Poucos sabem, mas muitas são as embarcações catarinas que "invadem" o litoral gaúcho atrás de peixes variados, como tainhas, pescadas, corvinas, cações, estes últimos, sendo alguns de espécies protegidas por ameaça de extinção. Nossas miraguaias são pescadas e beneficiadas como bacalhau, nossas arraias viram bolinho de siri. O pescador catarina é um implacável predador de peixes... eles alimentam o mercado interno e externo com pescado gaúcho. Pescam também em suas próprias águas? Sim, pescam, mas a grande verdade é que muitos dos peixes encontrados em mercados e restaurantes catarinenses provém de águas gaúchas. E porquê eles vem pescar nestas águas turvas ou barrentas como alguns gostam de dizer? Estas águas marrons possuem uma infinidade de micro e macro organismos que servem de alimentos para muitos peixes. Muitas são as espécies de peixes que utilizam nossa Lagoa dos Patos como berçário, a exemplo da tainha, corvina, bagre e miraguaia. Você sabe aquele camarão farto que aparece nos meses de janeiro, fevereiro e março? Sabe de onde ele vêm? Mesmo quando encontrado nos restaurantes de outros Estados brasileiros, este camarão, em sua grande parte, é de origem gaúcha! O camarão da lagoa dos patos... então antes de falarmos de nosso mar, de como gostaríamos que ele mudasse de cor, que tal pensarmos de onde vem grande parte do pescado da região sul do Brasil. Em sua maioria percentual, ele é originário de águas gaúchas marrons!