A Copa que não pedi pra Deus...

Ontem, o Brasil abriu os jogos da Copa do Mundo de Futebol junto da Croácia. O que vi na televisão poderia ter sido um evento mágico, se não fosse pelo entorno que "afugenta" a felicidade de um país. O Brasil é uma máquina que anda na inércia própria... ele é como um meteoro que tem seu próprio deslocamento devido ao grande volume. Os gestores podem apenas programar a limpeza do caminho, talvez aproveitar-se de situações por onde ele passará. Não há candidato a gestor neste Brasil capaz de conduzir este grande meteoro produtor de grãos, exportador de produções cultivadas em terra rica e de desigualdades. Não sou mais um comunista enrustido que gostaria de ver a distribuição perfeita sobre a mesa, até pq não existe desenvolvimento sustentável em um país quando alguém não pode tirar proveito. Contudo, aqui não se tira proveito, aqui se esbalda em suco de laranja enquanto as pessoas passam sede. Na televisão, vi uma rua de Manaus onde os moradores gastaram o que tinham e o que não tinham para enfeitar com bandeirolas a rua em questão. Foram 62 mil reais arrecadados para produzir uma sujeira sem tamanho enquanto a desigualdade é pregada e condenada por todos, por onde quer que se vá. Na hora de comprar um carro... o melhor que o dinheiro do bolso alcançar, mesmo sabendo que em 4 anos ele valerá menos da metade do valor, independente de estar com baixa km e bem cuidado. É um país de hipócritas... é o que somos! Ontem vi um jogo torcendo para um time oposto, não porque não sou brasileiro, mas pq o oponente gasta muito menos para ter um time do mesmo nível de diversão. Os croatas sorriram da mesma forma... e eles não tinha um jogador trapalhão para fazer gol contra! Aliás, eu não fazia aquele gol contra. Eu não vi gol bonito que justificasse os milhões que eles ganham... como assim milhões para jogar futebol? Eles são mais importantes que engenheiros, médicos, jornalistas? Se for pela breve carreira, então dá pelo menos para aumentar um pouco o salário de todo brasileiro... não para que fiquem ricos, mas para que não passem fome, sede, medo! Enquanto nós, profissionais de verdade, pensadores, nos tornamos moeda de troca sem qualquer valor, jogadores do futebol brasileiro são tratados como heróis. Para fazer gol contra, papelão, tal da marmelada... ao Hino, uma mentira contada por todos! 

"Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte
Em teu seio, ó Liberdade
Desafia o nosso peito a própria morte!

Ó Pátria amada
marmelada
Salve! Salve!"

Fiquemos assim... com uma esperança de taça tão passageira que não apaga um minuto dos problemas que vivemos por aqui. Um partido que disse que ia fazer e acontecer quando assumisse o poder.  Só o que vi até hoje foi aumento de exploração, aumento de alienação, mentiras, mas é pura ilusão de um autor... pegue sua bandeira verde e amarela e erga para os jogadores milionários, pois nada vai mudar. Eu sigo como alguns gostam de dizer... sou um idealista, sou na verdade... um sonhador! Não não prestamos atenção nem mesmo em nossos hinos, somos uns hipócritas! Como seremos exemplo para alguém? Que exemplo seremos paras próximas gerações? E por favor, não me confunda com um arruaceiro, pq eu escrevo e defendo os meus interesses com palavras. Eu não jogarei uma pedra...

"Sirvam nossas façanhas
De modelo a toda Terra

De modelo a toda Terra
Sirvam nossas façanhas
De modelo a toda Terra

Mas não basta pra ser livre
Ser forte, aguerrido e bravo
Povo que não tem virtude
Acaba por ser escravo"

Bom final de semana pra todos nós e graças a Deus, hoje é sexta-feira...