Metro Photo Challenge 2014

Torcedor Uruguaio. Foto: Roberto Furtado
Os concursos... acho um pouco curioso e também complicado o ingresso em concursos de natureza seletiva com base em assuntos subjetivos. Muitas vezes vi grandes fotos de colegas não serem valorizadas... e quando vc se dedica para chegar em um dado patamar de conhecimento e experiência é muito mais fácil viver frustração. Quem se dedica quer um resultado... porém, com a adoção de métodos seletivos com base em popularidade de um autor ou simplesmente com base no conhecimento não científico que o povo é detentor, torna-se grande a chance de escolha de opção não tão coerentes. O espectador comum não possui, muitas vezes, capacidade para diferenciar fotos de qualidade. Ainda que isto seja uma realidade para muitos ditos fotógrafos e, para isto basta que vc observe alguns materiais que contradizem a convenções sobre fotografia, fica ainda mais complicado de ver materiais de qualidade no meio fotográfico. Longe de me imaginar o melhor ou mesmo em um patamar de estagnada evolução de aprendizado, me vejo muitas vezes mostrando materiais para nada. As pessoas nem mesmo sabem o que é uma fotografia... e com razão ocorre esta dúvida, pq os equívocos são divulgados em larga escala na internet. Ontem, me inscrevi no tal Metro Photo Challenge 2014, pq uma querida amiga e fotógrafa nata, insisti para que eu participe todos os anos. Este ano aceitei... enviei uma foto para cada categoria, apenas na intenção de participar e ser "avaliado". No entanto, vi imagens que deveriam nem de longe participar. Talvez o processo seletivo faça com que estas imagens sejam descartadas durante a seleção. Quero acreditar que as imagens de qualidade serão conduzidas paralelamente com materiais de mesmo nível, pq não faria sentido algum promover algo nesta condição de tamanho e seriedade sem que fossem observadas as diferenças de qualidade, convenções e o assunto fotográfico. Aliás, esta questão coloquei em minhas reflexões sobre o futuro, capacidade, competitividade do meu material para o mercado. Eu acho que o Brasil esta virando sendo tomado por um sentimento que não é legal... onde política esta sendo colocada acima de qualquer talento ou dedicação. É duro ter que aceitar estas possibilidades como uma verdade. Duro é viver de fotografia não prostituída, duro é competir com a deslealdade, duro é pensar que a tapa que tu dá a tapa fica a subjetividade de qualquer avaliador... tal como o povo! Chegamos então ao Big Brother Brasil e/ou casa dos artistas para uma realidade fotográfica. Bom, coloquei a foto: "Torcedor uruguaio se emociona durante a copa com a vitória do Uruguai sobre a Itália, no FIFA Fan Fest de Porto Alegre"
Se alguém quiser olhar a foto no concurso do Metro Photo Challenge, segue o link no título.