Em todas as direções para voar... e sem olhar para os lados!

Expo Bike 2011, foto Roberto Furtado. 
Nunca ninguém me garantiu que olhar somente para frente traria respostas, mas de alguma forma eu acabei descobrindo que a vida é bem mais complexa do que falam, cantam e apontam os conhecedores.  Não há maior verdade do mundo do que aquela que vc descobre sozinho. A verdade é a sua verdade... pois entenda! Somos todos, na verdade, uma olha que tem coordenadas pré estabelecidas, porém sem destino conhecido. Nossos modos, culturas, experiências e infâncias descrevem nossa estrada até um certo ponto... depois olhamos para frente e seguimos. Eu já disse isto antes... mas sempre tá valendo, pq vai que alguém chega aqui agora! Na música de Duca Leindecker, Girassóis, ele fala em não olhar para o lado para ter foco e ir em frente. Contudo, ninguém sabe acertar sem errar, alguém sempre olhou para o lado em algum momento. E afinal de contas, fico aqui numa reflexão atravessada. Os raios de uma bicicleta nascem todos no mesmo lugar e se dissipam em direções diferentes... todos eles, os 36 ou 32 raios de uma roda, se direcionam para algum lugar, todos diferentes, todos certos, em um conjunto perfeito. Pense... não há certo ou errado, quando intenção é boa e pertinente sobre vc mesmo, suas escolhas e busca pela felicidade. Quando achar o rumo certo... não olhe para os lados!