Pelas ruas... Rua dos Andradas

Centro de Porto Alegre, 2014.
Há tempos que vejo o centro de POA de uma forma diferente. Os rostos, os calçados... trajetórias retilíneas ou ziguezagueantes. É um sincronismo da sociedade... cada um faz como quer, vive como pode, corre atrás de algo. As ruas... elas me deixam tão feliz, tão esperançoso! Me pergunto quanto irei mudar até chegar a velhice. E então, daqui a uns 40 anos, gostaria de repetir esta foto simples para ver o que mudou além de mim. É a vida... ela tem fluxo, sentido, rumo indefinido!