Pelo caminho do gol... reforço na segurança!

No caminho do gol, 22.11.2015. Foto: Roberto Furtado 
         Há tempos se observa o crescente interesse pelo futebol brasileiro como função de entreter o povo. Negócio lucrativo, tomado de motivação de consumo de marcas e de bebidas lícitas. Vende bem o fabricante de cerveja... e se ganha bem a fábrica, ganha bem o Estado na forma de impostos. Me peguei aqui refletindo que quem paga o pelotão de choque, nesta data, foi o fabricante de cervejas... já que o governador diz que o estado esta quebrado. Como observar é uma função necessária aos jornalistas, se imagens são complemento ou pivô de uma reflexão ou informação, por trás destas questões há outras situações que não apenas a alegria de caminhar pelo caminho do gol... ontem, vi centenas ou milhares de torcedores bêbados. Eles foram financiadores do caminho do gol, dos servidores da EPTC e da tropa de choque. Aliás, o pessoal do choque tem meu respeito verdadeiro... com gestor do governo tão carrasco no pagamento dos salários, ainda se colocam em situação da obrigação de riscos. Se aos que olham parecem os policiais seres dotados de capacidade violenta, vejo-os como necessários para restaurar ou manter a ordem. De outra forma, como acontece em países que estão em descontrole maior, seria uma onda de assaltos, estupros e quebradeira. Cuidado ao pensar... temos muitos assaltos aqui, mas poderia ser bem pior... bem pior! Viva a cerveja que garantiu a segurança na saída e entrada do jogo de futebol... viva o futebol! Nunca vi um esporte com tanta infraestrutura... o futebol esta no caminho certo! Cerveja, "exército" e impostos pagos.