Viajar mais ou ter bens materiais? Opção de ser Andarilho... aproveite todo passeio!

Yosemite National Park, 2014. Foto: Roberto Furtado

Cascata do Garapiá, RS.
      Tenho lido diversos artigos sobre viagens... o grande problema das viagens é que elas custam caro. E quantas vezes já vi pessoas que preferem gastar dinheiro em bens materiais e deixam de fazer passeios ou viagens legais. Pensava diferente sobre viajar pq tenho forte ligação com a natureza e para mim viagem tem este significado... viagem deve colocar vc em contato com uma natureza legítima, mas sei que isto é uma questão de preferência. Algumas pessoas vão preferir visitar o Cristo Redentor, talvez a Estátua da Liberdade... e acho que esta valendo muito. Quer ir? Vá... faça tudo, totalmente do seu agrado. Algum tempo atrás minha esposa me convidou para ir a Nova Iorque, depois fomos a Las Vegas, Los Angeles, São Francisco... com meu sogro em uma das viagens, fomos de carro de Las Vegas até São Francisco, passando pelos parques nacionais que lá são muito bem protegidos. Tinha outra ideia sobre os USA, mas descobri que se trata de uma nação organizada e que zela muito bem por sua fauna e flora. Costumava dizer aos amigos, que no Brasil tive oportunidade de ver cervos na natureza por apenas três vezes. Nos USA períodos que somaram 60 dias vi mais de 100 cervos espalhados por diversas regiões do país. No Brasil a caça é proibida, mas há muito desrespeito e quase nenhuma fiscalização. Gosto de pensar que viajar é como experimentar novos horizontes da Terra... gosto de ver a luz da manhã e do entardecer em cada lugar, mas claro, isto é uma característica da minha profissão. Teve um dia, aqui no Brasil que pensando nisto, convidei a esposa... "E se fôssemos conhecer algumas cachoeiras aqui do RS?" Ela topou, fomos nas mais conhecidas, gastamos muito pouco... gasolina, lanches, algo muito viável. O segredo é aproveitar o que se tem ao alcance. Nem toda viagem precisa custam 4 mil dólares. Vc pode gastar 200 reais e conhecer vários lugares em um único dia... talvez dois dias! Se a questão é ir mais devagar e com tempo, gastando menos... pega tua bike e barraca! Tenho certeza de que não vais gastar muito... lanche, talvez algum reparo na bicicleta, possivelmente fará uma viagem cujo custo será imbatível. Vc pode fazer isto até trabalhando... algumas pessoas tem trabalhos que os fazem passar por certo lugares, muitas vezes no trajeto e com compromissos que permitem aproveitar parte do dia para passear. Em 2013, fui trabalhar em Macaé, RJ, junto com os amigos Tiago Lumertz, chefe de equipe de DH, Juliano Milesi, técnico mecânico e preparador das bikes de competição, fomos ao Brasileiro de DH. Naquela oportunidade fomos de carro, passando por lugares lindos, preservados, de natureza brasileira exuberante. No final daquela viagem, retornávamos a Porto Alegre e paramos no Paraná para tomar um café da manhã, depois de dirigirmos a noite inteira. Juliano, apelidado de Kamikaze, sentou próximo da janela da lancheira e os pássaros vieram tomar café com ele. Algumas coisas assim podem ser vividas com baixo custo, mesclando trabalho com lazer da oportunidade. Em algum lugar esta algo novo e só é preciso tentar...
Juliano, o café, e os pássaros no Paraná.
       O trabalho de fotojornalista, especializado no mercado da bicicleta, me ofereceu inúmeras oportunidades para me colocar em frente ao novo. Algumas destas oportunidades geraram também grandes experiências da alegria de viajar. Muitas vezes não é a Estátua da Liberdade, nem Dubai, nem o Havaí... mas tenha certeza que não existe valor no mundo que pague tomar café com passarinhos a 30 cm. Observar cervos com filhotes, lontras, peixes correndo corredeiras cristalinas, borboletas com desenhos únicos, árvores e suas estranhas folhas... isto tudo é impagável e muitas vezes esta pertinhos de vc. Se o trabalho de fotojornalista é difícil no que diz respeito na valorização profissional... bem, isto é verdade. Talvez pq uma parte dele possa ser recebida em oportunidades, assim já vi com amigos em outras atividades profissionais. Não se renda ao dinheiro... ele paga suas contas, mas não pode comprar vc com uma televisão ou carro de maior valor. Carro é para levar vc aos lugares necessários... se custar zero 25 ou 100 mil, ambos chegarão de qualquer forma ao destino. E pense... com a diferença de 75 mil, se vc puder investir assim, imagine quantas viagens poderiam ser feitas. Costumo dizer... gasto meu trabalho com materiais de trabalho! Sim, gasto meu ganho com meu trabalho... mas meu trabalho me dá algo impagável, de viagens a satisfação pessoal! Isto não tem preço... pq sou um Andarilho!