A liberdade é de quem conquista... pra ser livre é preciso ter virtudes como uma Dragon Fly

A red dragon fly... perfect! Picture: Roberto Furtado
              Muitos conhecem minha admiração por borboletas e libélulas, também por outros pequenos e notáveis animais. A libélula, conhecida em inglês por dragon fly, é um animal ímpar em suas habilidade de cortar o ar. Ela voa em qualquer direção... e dizem, que o helicóptero teve parte de seus conceitos baseado neste animal. Não sei se isto é verdade, mas que ela é referência como animal voador, parece bastante fácil de compreender. Quem já viu estes animais voando não se surpreende. Este local de pouco é uma corda de varal, para estender roupas, e aqui já flagrei outros animais, como aquele beija flor que alimentava o filhote. O curioso de se morar em casa é poder interagir um mínimo com o meio... e embora muitas pessoas tenham esta sorte, raras são as que sabem aproveitar tal momento de lazer. Outro dia ainda, comentava em casa sobre a libélula vermelha e todos acharam estranho. Eu disse... "Elas são comuns nos alagados do RS, mas normalmente se observa mais as escuras, com tons metálicos de azul, verde e amarelo. Mesmo assim são comuns na cor vermelha, já vi pelo menos três espécies. Há uma parcialmente vermelha... outra bem pequena!"
As libélulas são animais fascinantes no ar, mas quando ainda estão na fase aquática, se apresentam como os maiores predadores do seu reino. A larva é uma fera, consumindo pequenos peixes, girinos, e até mesmo outras larvas de libélula. A postura de libélulas já presenciei... ela dá rasantes sobre a água, batendo a cauda sobre objetos flutuantes, ou pousando sobre eles e esfregando a ponta da cauda sobre plantas aquáticas de superfície. Muito interessante observar estes animais... 
Esta red dragon fly, certamente soube dos meus pensamentos, pois havia falado nela dias antes. E ver uma destas no meio da cidade de Porto Alegre pode não ser tão fácil. Ela pousou por três vezes sobre a corda, durante uns 20 minutos, tempo suficiente para eu correr até a máquina e instalar a canon 70-200 is II na 7D. Aí ficou paradinha para eternização... sorte minha.