Onde a Terra começar...

Lavoura de soja em Barra do Ribeiro, RS. 2016. foto: Roberto Furtado
"Onde a Terra começar... Vento negro gente eu sou..." (Fogaça)

Quis lembrar esta letra de música, que é das canções mais bonitas já produzidas aqui no RS. Não sou bairrista, mas acredito em tradição e na parcela importante das culturas regionais. Quando vi esta plantação de soja me lembrei de como foi produtivo e relevante ao país a cultura do agronegócio em nosso querido Rio Grande do Sul. Hoje, depois de muitas gestões fracassadas, tanto do governo federal, como do governo estadual, tal cultura econômica esta reduzida as migalhas. E mais vale um iphone na mão do que um bom prato de comida saudável, e isto se vende muito bem nas mãos de crianças que seguram salgadinhos artificiais e saborosos. Algo não vai bem em nossa casa brasileira, mas como dizia um amigo meu... "tem que sentir no osso pra lembrar o que não tem mais!" 
Não sejamos tão pessimistas... vamos acreditar que pela frente virá uma nova gestão capaz de dar uma guinada nesta grande embarcação. E aí, não apenas a agropecuária vai se recuperar, como também a pesca e outros recursos renováveis que hoje estão em tanta pressão extrativista.