Transparência quebrada... e símbolos!

Manifestações brasileiras, Porto Alegre, RS. Foto: Roberto Furtado.com
         A denúncia de uma barreira transparente... eis mais uma de minhas reflexões, um pouco de teoria fotográfica, um pouco de vida. Para quem fotografa algumas situações específicas com brilhos e transparências sempre surge algum tipo de aprendizado... há momentos em que descobrimos acidentalmente certas soluções, outras vezes nos deparamos com uma saída totalmente própria. Escolhi esta imagem do vidro quebrado com placa de fechado justamente para ilustrar esta situação. Dá até pra perceber que o vidro quebrado fica mais visível quando a luz evidencia a direção de ruptura do plano. Em outros momentos, com luz por trás, dá pra perceber que  luz oculta o dano. Fotografia é um jogo entre mais ou menos luz, mas as vezes nem a fotometria correta permite a visibilidade, e de outra forma, a subexposição pode denunciar nitidez de determinados detalhes. Por isto fotografia, como ciência e arte, se confundem, engana e convence. De alguma forma, com a atual situação que vivo, me identifiquei com esta imagem no momento em que a vi. Ando de portas fechadas para algumas situações, meus motivos, e senti o peso de pedras sobre meu escudo. Estranho como situações figuram o estado como nos encontramos. Cada fase da vida se desenha com naturalidade e sem controle, mas há simbolismos durante todo caminho. Talvez isto explique a trajetória humana na evolução com seus símbolos e importâncias.