A metamorfose ambulante... Marinheiro de segunda viagem!

Algum colióptero que encontrei por aí...
        Todo mundo passa por transformações... elas se apresentam diferentes em cada um, pq as experiências e oportunidades, também as histórias de família, são diferentes. O fato é que mudanças não são ruins, são boas, nós é que somos resistentes para mudanças pq toda mudança exige desconforto. O que é mais fácil? Ficar como esta ou mudar? Mudar representa uma dificuldade, pq demanda energia extra. Andei pesquisando muito sobre relacionamentos... tornou-se um assunto do meu interesse, desde que me separei. Como já faz algum tempo, me sinto bem, mas a mudança foi difícil. Os animais e seus ciclos reprodutivos, desvendam algumas indicações... percebi que muitos são os animais monogâmicos. Certamente que esta iniciativa cultural se montou ao longo da história por motivos da segurança familiar e estrutura de pequenos povos, até que se mostrou em alguns casos, ineficiente... e aí vieram as questões de alterações nestes modelos. A sociedade permanece envolvida de que isto é o correto, mas muitas pessoas já não vivem desta forma. Não estou dizendo a qual situação pertenço... até pq durante 18 anos fui fiel a uma única mulher, porquê assim queria ser, e não por falta de oportunidades. E não posso me posicionar com garantias sobre homens se comportarem como eu, ou mesmo pensar que pensam de mesma forma, porque o mundo é diversificado. E também não poderia de forma alguma falar sobre mulheres, porque elas são um universo diferente do homem, e nenhum homem saberia como elas realmente gostariam de se comportar. A gente sabe que entre linhas há sempre uma resposta diferente, tanto pq as pessoas não são totalmente honestas, como também pq possuem medo de se expor. Este é um problema que derrubei... passei a falar de tudo, com liberdade e naturalidade, porque tenho amigas mulheres e decidi que não gostaria de parecer diferente do que sou. Acho que a prisão psicológica é desnecessária. Eu vivo com a minha verdade, sem mascarar nada. 
O interessante do ser humano é a capacidade de adaptação... a gente se adapta as situações que vive, e isto é uma extensão da sobrevivência. Nós precisamos superar... é um traço evolutivo que garante a perpetuação da espécie, através do indivíduo. E eu cheguei a conclusão conversando com amigos, outros separados, ou que viveram grandes amores... nenhum homem amou ou amará duas mulheres da mesma forma em vida. Não é uma questão de cada pessoa ser diferente e então receber um amor diferente. Um homem amará uma mulher e se esta ligação for quebrada, ele jamais amará com mesma intensidade uma segunda mulher... mesmo que ele tenha esquecido completamente a primeira. Isto explicaria o fato de que muitos homens jamais se casam novamente, ou ficam vivendo longas fases de relacionamentos curtos. Eles precisam reaprender que jamais haverá compensação ou equiparação afetiva. Nenhuma mulher consegue prender este cara novamente,,, pode ser ela doce, compreensiva, única! Se esta segunda mulher na vida de um homem for espetacular... ele se casará com ela, mas ela jamais vai conseguir promover esta magia neste homem (nosso hipotético marinheiro de segunda viagem). Nenhum homem vai confessar isto a nenhuma mulher, mesmo que ele esteja muito bem em sua nova relação. A verdade é que para tudo há um encanto... encantos que se quebram se tornam impossíveis de serem refeitos. O homem se encanta com uma mulher... e com ela, somente, terá esta experiência. Já, no caso das mulheres, acho que isto é diferente... elas se apaixonam diversas vezes durante a vida. E isto é bom... só que elas não devem esquecer que, a não ser que encontrem um marinheiro de primeira viagem, jamais terão este homem com o mesmo domínio. Ao mesmo tempo que isto parece ruim, na verdade estamos falando de um homem mais maduro... capaz de ser um homem melhor para sua companheira, mas não confunda sentimento com maturidade. Este foi um bom papo de homem... não sou especialista, de fato, não sou. Vivi minhas experiências e continuo vivendo-as... e isto me parece não apenas coerente como muito lógico se pensarmos em pessoas de nosso convívio. Há muitos exemplos... reflita, e curta sua relação com os limites que ela possui. É isto que alguém pode oferecer pra vc? Dá pra melhorar um pouquinho? Sim, tudo é possível... mas há um limite para uma linha ser tensionada. Não estique-a demais...

Atualização de reflexão: hoje, 29.04.2017, atualizo minha posição sobre este tema. Assumo que a situação anterior não me permitia observar a possibilidade. Faço atualização para que fique esclarecido que entendo que existe sim o marinheiro de segunda viagem, mas ele pode voltar a ter fortes emoções novamente.