Calmaria


            Todas as postagens aqui tem uma relação com fotografia, mesmo que o tema fotográfico ou a técnica não sejam expostos no texto. Toda fotografia que uso é para ilustrar e dar um sentido extra ao material que escrevi. Eu gosto de pensar, acho que demais... um amigo me diz que eu escrever me liberta de tudo que não consigo entender. Ele acha que o que vivo não é um problema, eu também acho, mas eu vejo que alguns outros amigos acham que deveria desligar mais. Acho que isto é de cada um... posso parecer calmo, mas minha mente anda em alta velocidade. E sinceramente, prefiro ser assim do que ser proprietário do vazio... se eu fosse dono da ausência me acharia um desafortunado. Ter conteúdo é significa bem mais do que ter algo bonito para dizer pq vc lembrou de um verso ou texto... significa que vc concluiu isto, muitas vezes, sozinho! O mérito esta na autoria, não no recital! Creio que eu tenha me tornado esta resultante por meus adjetivos... e meus defeitos! O primeiro passo para crescer espiritualmente é reconhecer os erros, assumi-los, e então achar uma forma de não repeti-los. Você não vai ficar sofrendo por isto, mas ter humildade, serenidade e um grande exercício de superação, faz de vc um hábil aprendiz. Algumas vezes, vc vai viver tormentas cerebrais, motivadas por diversas situações, inclusive a perda de familiares e amigos, ou perda de um trabalho, talvez outras do acaso, mas o que importa é que desta tormenta surge uma série de ensinamentos que te darão equilíbrio para enfrentar qualquer coisa. É estranho como tudo se relaciona... vc pode ver que o mar é um termômetro de como estão as coisas no planeta. Se em algum lugar ocorre uma tormenta, logo vc fica vendo isto na beira da praia... e quando a tempestade passa, a beira da praia também se acalma. Vc pode ter certeza que todo mundo passa ou passou por isto... especialmente este que vos escreve. E sabe pq eu escrevo? Primeiro, pq me faz bem... é dos meus maiores hobbies, depois pq acho realmente que consigo ajudar outras pessoas. No momento, minha mente é este mar acima... tudo muito tranquilo, mas tenha certeza que eu nadei em águas mais revoltas até chegar aqui. E não se engane, quem aparenta viver uma calmaria, não necessariamente esta nela, as pessoas se reservam, escondem, e vivem afogadas em ilusões. Quem externa geralmente encontra ou encontrou a paz, mas quem guarda, permanece nadando... só fica a dúvida de como um vivente consegue aguentar tanto tempo. Eu, bem, eu... encontrei a minha paz, ela reside em mim. Devo isto aos amigos também... ninguém chega sozinho aos lugares mais confortáveis. Não há nada melhor que o abraço de um amigo e esta sensação é que te eleva ao patamar de escolhas bem realizadas, escolhas muitos simples na grande maioria das situações. Sobre o que cada um se torna... bem, acho que cada um faz escolhas ao longo da vida. Estas escolhas montam seu perfil, mas tenha certeza que é esta estrada, em seu perfil de dificuldade, que acaba colocando sabedoria no teu caminho.