Amor... nos meus olhos!

Parque Eólico de Osório, RS. 2017. Foto: Roberto Furtado
Caminho

       Cheguei num lugar que posso definir como uma caminhada para muito longe da origem, mas ainda infinitamente distante do término. Estou ficando calmo... minha alma não mais é inquieta, pois agora consigo fazer o que preciso e atingir meus objetivos. Eu dirijo meus projetos e as produções da forma confiante, de que vou conseguir, sempre! É uma maturidade, pra pensar se posso ou não realizar. Não há promessa que não possa ser cumprida, nem prisão pra quem alcançou o volume de amor e dedicação que traçou como objetivo. 

Amor

         É claro como dia para quem entende... não há dedicação finita para aqueles andam descalço na jornada do aprendizado. Conhecimento é igual em todos os segmentos, há apenas uma forma de encontrá-lo! Dedicação é algo que fadiga quem caminha na estrada sem amor. Então se me perguntam, eu digo, foi o amor. A minha vontade foi maior que minha preguiça ou que o meu comodismo. Meus medos foram grandes, no entanto são pequenos perto do meu sonho. Nos meus olhos vertia o óbvio... o amor! Eu lutei contra tudo que parecia me levar para um lado sombrio, para o desvio de propósito ofertei meu foco. Derrubei qualquer dificuldade que pudesse poluir meus sentidos e foi aí que descobri que o amor era forte demais para ser ofuscado. A luz mais forte inibe a luz mais fraca... a luz do amor precisa ser superior, sempre! Assim, construí meus sentidos e sentimentos para registrar o elementar, ou trivial, permitindo um destaque pelo meu envolvimento com o que se apresenta. Faça o que for possível com o que tiveres... e então, se fores realmente habilitado, se apresentará o mesmo com o brilho do novo! 
Há sempre uma pergunta oculta em toda declaração... algumas vezes fui questionado sobre isto. Há um motivo como o amor, relação do autor com quem ele gostaria de atingir? Sim... há! Eu realmente amo muitas pessoas... é um carinho imenso, que sinto e penso em todos os momentos. Meus amigos, colegas de trabalho, família, sem nenhuma ordem definida! Apenas amo... Meu coração esteve e sempre esta na mão de algumas pessoas, simultaneamente. Com estas perspectivas é que tento transformar meu meio. E espero ter sido muito claro com isto... eu não posso viver ou mesmo fotografar sem amar estas pessoas. O amor esta nos meus olhos, mas ele surge de muitos lugares.

Ilimitado

    O mundo... meu mundo é também de tantas outras criaturas. Sou apenas uma delas, tão desimportante quanto qualquer outra! Aqui estou agora, mas logo, partirei. Cheguei, possivelmente, no meio da minha jornada... assim imagino, mas se tiver sorte. A beleza do mundo é o que nos torna melhores e, só por causa dela me tornei as escolhas que optei. Tive um problema de arquivamento, mesmo gastando muito... e perdi o acesso a milhares de imagens de qualidade, que expressam minha caminhada. Não vejo apenas como perda da minha história, vejo um desperdício de motivação... eu poderia ter motivado muitas pessoas com estas imagens. Foi então que percebi que guardar e arriscar perder as imagens, mesmo que fossem em baixa resolução, seria um egoísmo! Eu poderia sim... mudar o mundo, enriquecer as pessoas com bons pensamentos, reencaminhar aqueles que passam por um mau momento. Eu poderia reverter muitas situações simplesmente publicando uma boa imagem. Sendo assim, estou com tal e novo comportamento... eu solto imagens na rede, sabendo que em algum lugar elas baterão e transformarão as pessoas.