Um dia top...

Porto Alegre, RS, 2018. Foto: Roberto Furtado
Amanhece... dia comum, céu limpo! Desce e toma café, dá um beijo na mãe! Trabalho de casa... em casa, por casa, preparação para dias de rua. Liga o computador e começa... faz ligações, fala com colegas de trabalho, organiza os jobs com clientes. Trabalha o dia inteiro no computador, de vez em quando faz uma pausa pra um café. Liga o rádio... faz tratamento de imagens, depois almoça, volta pra mesa de trabalho, e segue... a tarde é longa como um baile, sonoro! Prepara tudo... sai de casa, no caminho da faculdade passa na namorada. Ela, alegre, sorridente, cansada de dar aula o dia inteiro, mas alegre! Toma um café rapidinho com ela... Dá um beijo e faz carinho nela... aí, ela te olha e solta uma frase curtinha: "Que bom que tu veio... mesmo que rapidinho!"
O movimento do dia segue, senta ao volante, dirige mais uns 25 km, vai chegar na aula atrasado pelo engarrafamento, mas a música continua tocando e tu percebe que tudo vai continuar, não importa! Chega numa boa aula... termina, um colega bom, diz: "Vou ser pai!" E tu se alegra por ele entendendo que aquele é um momento ímpar... então, vai pro carro e volta a dirigir, pára em um viaduto e percebe que chegou a hora de fazer mais uma longa exposição. A noite é dos gatos da fotografia... a noite é mágica para aqueles que se colocam a disposição do risco. Fica esperto... afinal, gato não é fácil de pegar. Faz a foto que queria... volta pra casa, janta e liga o rádio, olha para a foto que fechou o dia e pensa: "que dia top!"