Pequeno infinito pra onde fui...


Eu nunca tive medo de me perder... 
eu tive muito medo de não me encontrar!


Eu sentei ao lado de um lago e pensava para que lado olhar... eu via os pássaros, via as árvores e as pessoas, vi o céu, e o vento balançando as coisas. E em dado momento eu percebi que só deveria olhar, não faria mais nada além de olhar... e então, vi dezenas de insetos minúsculos dançando sobre a água. E vi que os insetos voavam sobre a superfície da água que refletia o céu... e foi ali que encontrei a fotografia que procurava naquele dia. Eu nunca tive medo de me perder... eu tive muito medo de não me encontrar!