Novamente... peixes no arroio Dilúvio de Porto Alegre




         Não é nem preciso comentar muito... este é um post totalmente ilustrativo. Os peixes estão lá e pronto... de acordo com um especialista em aquacultura, o médico veterinário Rodrigo Mabília, a história é bastante simples. Para ele, os peixes são oriundos do lago que existe na UFRGS, no campus do vale. Com as enxurradas, os peixes acabaram represados em alguns locais. Possivelmente, em algum momento chegarão ao Guaíba. Mabília ficou bastante surpreso que os peixes conseguissem sobreviver a tais condições, pois "o oxigênio dissolvido nestas águas não deve ser muito elevado!"

Descem os meninos voadores do downhill...

Dentro da mata, nas trilhas em declive, desce Rafael Colombo em busca do menor tempo. Foto: Roberto Furtado
          O downhill é uma modalidade da bicicleta que atrai os adoradores dos esportes radicais. É difícil saber como se visualiza a descida sem experimentar. A velocidade é alta, a concentração também... e os reflexos são de predadores que consomem as montanhas. O alvo? O tempo... tempo menor, superação! Na foto, o atleta Rafael Colombo se concentra para desviar das árvores. E o espectador pode observar que o ombro passou muito perto... a velocidade? Não sei... ali é curva, talvez uns 30 km/h... será? Bom seria ter os olhos no lugar deles, e então ver o mundo num borrão entre árvores. Trata-se de um esporte maravilhoso... é pra poucos!

Tempo pra produzir... quem planta, colhe!

Propriedade observada na BR-448. Foto: Roberto Furtado
          Tempo para produzir... Com a contagem regressiva para a abertura da Expointer 2015, o agronegócio se movimenta para fechar novas perspectivas e garantir um 2016 próspero. Vamos? Segue com esperança, pois em terra produtiva há perspectivas de crescimento. Se o RS é mal gerido há tempos... por outro lado se bate recordes de produção quase que anualmente. Acredita... e em toda história e caminho haverá fotojornalistas garantindo a prova. Nós mostraremos que o pessoal do campo trabalha duro pra crescer. 

Os Ipês de Porto Alegre


      Um festival cores invade Porto Alegre antes do tempo... são os Ipês, que devido a forte onda de calor neste inverno, floresceram antes da hora. Ao que parece, a primavera se antecipou, colorindo as vias e canteiros da cidade. Porto Alegre, nem sei como, menos ainda do porquê, possui as vias largamente povoadas desta árvore brasileira que uma vez por ano dá um show de colorido. Há também flores de cor amarela, rosa e branca. Percorri muitas ruas e avenidas de Porto Alegre em busca das nativas em questão. Há muitas ruas com os tais ipês... mas acho que os lugares mais bonitos são em torno do chafariz da redenção, junto do espelho dágua, como no alto da postagem; e também na Érico Veríssimo, nas proximidades do Ginásio Tesourinha. Céu azul e flores rosas... talvez amarelas, talvez brancas! Tanto faz, bonito é... prato cheio para fotógrafos dos celulares, tablets, e câmeras compactas. Profissionais também abusam do colorido, mas é a cidade que pulsa pelas cores. É um "layout" temporário e natural que Porto Alegre possui... esta preenchendo lacunas no Instagram, Facebook e blogs... os jornais também aderiram, afinal, quem não gosta de ver? E se ver é ser visto também, para as mídias, perder a oportunidade é perder visibilidade. Publica mais uma foto de ipês... não se perde nada. Possivelmente ajuda construir o humor de uma cidade...

Assembléia Geral Unificada... por três dias de greve!

Avª Borges de Medeiros. Foto: Roberto Furtado
      Eles eram milhares... os servidores públicos estaduais se reuniram no Largo Glênio Perez para manifestar junto do centro da cidade. A visibilidade do protesto foi alta, pois neste horário muitas pessoas transitam no centro. O mercado público, prefeitura e o encontro da avenida Borges de Medeiros formam um espaço público de força. E aquilo era o povo nas ruas. Os servidores dizem não ao governo... não aos planos de mexer na aposentadoria, não ao parcelamento, não a qualquer alteração no plano de carreira dos servidores. Eles foram milhares... 
De um policial se ouviu atrás do carro de som: "Aqui não vai ser como aconteceu no Paraná... aqui é a polícia! É chumbo!" A exclamação foi apoiada pelos professores, pelos apoios manifestantes. Em direção a Assembléia Legislativa eles rumaram... invadiram! Sim, invadiram em um protesto ordeiro e pacífico, mas extremamente vigoroso. 
Na minha caminhada fotojornalística tenho visto coisas incríveis. Como a unificação da Brigada Militar, Polícia Civil e os professores. Ao que parece, perceberam, neste momento, estão mais fortes, mesmo que o governo esteja desacreditado. Se a culpa é de Sartori, aparentemente que algumas decisões são! Contudo, o próprio governador, em depoimento no palácio Piratini disse: " Esta crise não começou em 7 meses..." Só que dizer que vai cortar horas de quem fizer greve pq não tem dinheiro para pagar não pareceu boa estratégia. Pelo contrário, aumentou a fúria de quem fez o protesto. As decisões... vejo-as que podem ser iguais, porém diferentemente explicitadas. Quem as diz com sabedoria, se poupa... e ao que parece, Sartori esta cometendo um erro por não saber lidar com a situação. E também... fracionar salários de quem ganha menos não é uma boa estratégia. 

Protesto contra o governo...

Protesto contra o governo, em frente ao Parcão. Coleção de imagens em Raw Image. Foto: Roberto Furtado
         Milhares de pessoas reuniram-se em junto do Parcão para protestar contra o governo. Faixas com frases de "impeachment já, fora Dilma, chega de corrupção, etc" foram expostas. Carros de som, batedores da BM e EPTC escoltaram o protesto. Alguns ativistas da oposição ao movimento balançavam bandeiras vermelhas e gritavam em resposta aos caminhantes. Não foram relatados atos violentos. Cerca de 60 images desta coleção estão na posse da agência Raw Image. 

Faça informação pra valer... Use seu dom!

Paralisação dos Bancários no centro de Porto Alegre. Foto: Roberto Furtado / Raw Image
Poderia ter feito folga de trabalho, pois trabalhei duro esta semana... de domingo a domingo, vive um fotojornalista, mas de aço ninguém será sempre! Aproveitei para organizar algumas coisas... e este post, como vc pode ver, é muito diário de um andarilho. Organizei produção, guardei material, ontem me virei em dois... trabalhei das 6 da manhã até as 10 da noite. Nada mal... sangue nos olhos, corpo de aço! Será? Talvez...
Hoje, foco do post, fiz tudo isto... fiz algumas pautas pra jornais. Pautei a paralisação dos bancários... e aliás, tem que ter sede e vontade para ser trabalhador neste país.
Vida de fotojornalista é assim, use seu dom... seja criativo, autêntico e não criei antipatias. Seja o mais forte possível... aguente tudo, facada no peito, use o antebraço para defender o rosto e não esqueça. Os olhos de um fotojornalista são a arma mais poderosa da informação... cuide dos olhos, faça valer, e desafie tudo e a todos.